quinta-feira, 22 de novembro de 2018

ALÔ MINISTÉRIO PÚBLICO,PREFEITO DE CODÓ PODE ESTAR COMETENDO O CRIME DE CONDESCÊNCIA CRIMINOSA TIPIFICADO NO CÓDIGO PENAL,POR PAGAR PROFESSOR QUE ATUAVA NA ESCOLA GOVERNADOR ARCHER,QUE FOI ACUSADO DE PEDOFILIA PELA SUA COLEGA TAMBÉM GESTORA NA ÉPOCA




O município de Codó precisa ser investigado por suspeita de irregularidade,como por exemplo,pagar servidor denunciado pela sua colega ,a Professora Eliete,que na época denunciou um professor por suposto envolvimento com pedofilia,segundo ela,o professor retirou as alunas menores de 16 anos para a Câmara de Vereadores e de lá saíram para um bar que fica na estrada que liga Codó a Timbiras.O caso ainda passou pela delegacia,onde a professora registrou o BO contra o professor que estaria cometendo a irregularidade,na época quando era Gestor Adjunto,da referida professora,na Escola governador Archer,na Trizidela.Este caso teve repercussão tanto nas emissoras de Rádio como também de televisão.Certo é que a administração nada fez no sentido de instaurar uma sindicância com relação ao caso denunciado pelo BO, registrado pela professora Eliete contra o professor acusado de envolvimento de pedofilia por ela.Portanto há indícios que a gestão do prefeito filho do empresário FC esteja pagando o professor acusado de envolvimento de pedofilia sem que ele esteja trabalhando em nenhuma escola do município de Codó,fato que também configura crime contra a Administração Pública e também crime de improbidade,também contra a administração pública,de acordo com a lei de Improbidade Administrativa-LIA e o Código Penal.Nesta situação,se faz necessário uma investigação urgente do MP em Codó,no sentido de investigar e descobrir onde de fato o professor esteja trabalhando,ou se está ganhando sem trabalhar,lesando o erário público.Na próxima edição,a nossa equipe divulgará aqui no Blog o nome do professor denunciado por envolvimento com menores pela professora Eliete,ambos trabalhavam juntos na Escola Governador Archer,no bairro Trizidela.Certo é que a comunidade codoense sabe que o professor recebe,porém todos da comunidade desconhecem seu local de trabalho.Enquanto isso,o prefeito FC persegue a todos servidores públicos que têm conduta ilibada,atrás de seus próprios interesses,seguindo o exemplo de seu pai.


Blog Impar,Por M.Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário