quinta-feira, 7 de junho de 2018

COM A SUA MARCA REGISTRADA: PREFEITO DE CODÓ MAIS UMA VEZ MOSTRA SEU DESPREZO PELA EDUCAÇÃO

Como já era esperado,no dia 06 de junho de 2018,( quarta-feira), o prefeito de Codó,Francisco Nagib,filho do empresário Francisco Carlos de Oliveira,em reunião com a categoria dos educadores do município,como é de práxis,ele mais uma vez virou as costas para a Educação do município,quando negou mais uma vez o direito dos educadores em relação ao repasse dos precatórios do FUNDEF,tal repasse,como determina a própria Lei do FUNDEF, que 60% será destinado aos professores como forma de pagamento e formação dos profissionais da Educação,ocorre que,desde o início,o prefeito vem se recusando a repassar a parte devida aos professores de Codó, que já vêm tentando de várias formas amigáveis fazer pelo ao menos um acordo com o chefe do Executivo Municipal que não está levando a sério os educadores do município.O prefeito de Codó teria muito,muito mesmo,era que pedir desculpas aos educadores e a toda população de Codó pelo caos que vem se transformando a Educação de Codó em sua má gestão,que em tão pouco tempo já vem apresentando tantos problemas,como podemos citar aqui apenas alguns,como é o caso do fechamento de escolas que ficam situadas na zona rural do município,tornando assim mais difíceis as vidas de muitas famílias que têm que enfrentar o perigo da distância e com o transporte das crianças até outras localidades,podendo essas crianças estudarem em suas localidades onde moram,até porque já existe os" prédios" onde as Escolas funcionavam e as crianças estudavam alí pertinho dos familiares e não ficavam expostas a perigos quaisquer,porque contavam com a ajuda dos pais ou responsáveis,também podemos citar o grande problemas com falta de material de apoio aos professores,como é o caso da tinta e pincel para quadro acrílico,a falta de xerocopiadora,pois os professores na gestão do prefeito Francisco Nagib se sentem obrigados a tirar de seus bolsos dinheiro para alugar copiadora,mesmo sendo esta uma obrigação do gestor do município,outro caso gravíssimo é o das reformas nas unidades escolares que estão precisando passar por reformas urgentes,como é o caso de Escolas sediadas até mesmo no centro da cidade,que logo mais nossa redação irá trazer,que é  o caso de uma Escola que funciona em uma das principais avenidas da cidade,senão a principal,agora recentemente,nossa redação foi informada que aconteceu o corte no fornecimento da energia elétrica de uma Escola da Vila Camilo.Diante todo caos na Educação,ficam aqui algumas perguntas para o gestor.Mesmo com tanta grana,por que a maioria das unidades de ensino está sucateada? Para onde está indo todo recurso?Inclusive os 25 milhões dos precatórios do FUNDEF? Como Vossa Excelência quer alta no IDEB,se  não faz a sua parte? Como querer inovação,se não compra copiadora e sequer tinta para pincel?Por que não valoriza o profissional da Educação como está escrito na Lei de Diretrizes e Bases-LDB,Lei Nº 9.394/96,no ART. 3º,inciso VII.Veja:
 Foto da reunião onde novamente o prefeito de Codó negou o repasse aos educadores:
Reunião

Nenhum comentário:

Postar um comentário