terça-feira, 8 de maio de 2018

Professores decidirão dia 17 se começarão greve em Codó

Os professores já decidiram que  farão assembleia geral para deliberarem por novo posicionamento diante da inércia do governo municipal sobre abono salarial vindo dos precatórios do FUNDEF.
De acordo com o presidente do SINTSERM, Marcos Antonio da Silva, a comissão que foi prometida por sugestão de pastor MAX, com a anuência do secretário de Educação, Paulo Buzar, dia 30 de abril, quando da audiência pública na Câmara, nunca foi formada.
Isso demonstra, na opinião do presidente, mais uma vez, o desinteresse do governo Mais Avanço, Mais Conquistas na solução do impasse.
“Não tivemos nenhuma comunicação a respeito desta comissão…NÃO FOI FORMADA,PROFESSOR? Nós não temos conhecimento, até agora não chegou nenhum comunicado para o sindicato a respeito disso dessa comissão” disse Marcos Antonio
Dia 17 de Maio eles vão se reunir para decidir se farão uma paralisação mais longa, com mais dias  sem dar aulas, ou entrarão, de vez, em greve geral até que Francisco Nagib demonstre interesse em negociar os termos de um acordo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário